top of page

Milonga: uma semana de treino e trabalho na Alemanha



Uma das riquezas de fazer parte de um programa de voluntariado internacional é saber que você é um cidadão do mundo e, portanto, reconhecer em cada país a possibilidade de ter uma experiência de reciprocidade e interculturalidade, mesmo que seja por alguns dias.


Desta vez, Milonga mergulhou nas maravilhas da cultura alemã para desenvolver um curso de capacitação voltado para a equipe de trabalho internacional e representantes de diversas organizações sociais que fazem parte do programa.


Durante uma semana, Ottmaring, pequena cidade localizada a quase 70 km de Munique, ficou encarregada de receber um grupo de 20 pessoas de Portugal, Argentina, Quênia, Filipinas, Brasil, México, Estados Unidos e Croácia, que de 12 a 18 de novembro participou do encontro de formação promovido pela Milonga.

O encontro abordou diversos temas essenciais para a gestão do programa em cada uma de suas fases, principalmente na pré e pós-experiência. A Milonga oferece um voluntariado fraterno, onde a reciprocidade e a interculturalidade desempenham um papel importante, razão pela qual se aprofundou esta proposta, o seu significado, desafios e perspectivas, de forma a expandir a cobertura e oferta do programa a nível mundial.

Com este curso de formação foi concluída a fase piloto de Milonga; dois anos em que cerca de 100 jovens tiveram uma experiência fraterna de voluntariado em um dos diferentes destinos do programa. Mas e agora?


A Milonga tem um amplo potencial de desenvolvimento, pois surge como resposta a uma necessidade e interesse explícitos de muitos jovens em encontrar espaços onde possam servir; Por isso, encerrada a fase piloto, a Milonga busca ampliar sua cobertura oferecendo mais destinos e envolvendo mais jovens voluntários nessa proposta educacional e social.

Parte do trabalho realizado durante estes dias incluiu o estudo de novas propostas de voluntariado para oferecer aos jovens diferentes opções que respondam tanto à vontade de prestar um serviço específico, como à vontade de encontrar espaços onde o conhecimento e os estudos possam ser articulado, específico para a prática.


Então, estamos começando a dar o próximo passo dessa dança. Quer dançar com a gente?

1 visualização0 comentário

Kommentare


bottom of page