milONGa confirmou minha vocação

 
Jennifer-Perú

Meu tempo como voluntária milONGa, foi uma experiência muito gratificante.

Não conhecia este programa antes de me candidatar como voluntária. Soube através de uma professora.

Vir ao Brasil poderia assustar um pouco, já que é um país muito grande. No entanto, minha chegada foi tão fácil, tão natural que não achei que deveria me preocupar por coisas como onde eu ficaria etc

Quando cheguei, me senti realmente em casa, me senti acolhida por uma família, amada e esperada por todos. Nunca senti que eu era uma estrangeira, ao contrário, senti que esse era o lugar onde tinha que estar naquele momento

Suponho que isso se sente quando você conhece pessoas que compartilham os mesmos valores e a paixão por ajudar aos que necessitam.

 

Minha aventura no milONGa começou quando estive procurando um programa de voluntariado onde pudesse trabalhar, e a oportunidade de vir ao Brasil foi a mais atraente, já que anteriormente estive aprendendo português.

Apesar de não conhecer tanto do Movimento dos Focolares, tomei a decisão de arriscar. Graças a isso conheci pessoas maravilhosas e tive uma das melhores experiências da minha vida. E acredito que faria tudo de novo.

O que eu mais gostei desta experiência foi que também tem a ver com um voluntariado educativo, o que fez com que eu conseguisse me conhecer muito mais.

A ONG a qual eu trabalhei foi SMF (Sociedade do Movimento dos Focolares), onde tive a oportunidade de trabalhar nos processos de gestão e, principalmente, na área de captação de recursos.

Sinto que aprendi muito nessa experiência, tanto profissional como pessoalmente.

Tive a oportunidade de trabalhar em um projeto de arrecadação para um dos projetos sociais com crianças, bem como desenvolver propostas para a organização, como ferramentas de gestão e propostas de projetos de arrecadação.

Agradeço muito o trabalho e a responsabilidade que me foram entregues – senti que meu tempo no projeto gerou um impacto, que foi a razão pela qual eu decidi ser voluntária.

T

Tive a oportunidade de conhecer os projetos Bairro do Carmo e Jardim Margarida.

Ver o profissionalismo e a dedicação que colocam em cada um dos projetos com os quais trabalham, a busca pelo melhor para as pessoas as quais os projetos são dedicados, motivou ainda mais meu esforço pessoal

Hoje em dia é muito difícil encontrar organizações que realmente tenham um impacto a longo prazo nas comunidades, e me sinto privilegiada pela oportunidade que tive de estar em uma delas.

Esta experiência confirmou a minha vocação e o meu desejo de trabalhar no desenvolvimento de comunidades, essa vocação que em algum ponto se encontrou com a deles também e que assim fez com falássemos a mesma língua. Sinto que, para isso, era importante também que eu conhecesse mais sobre mim e o que preciso, para ajudar aos outros.