4 modos para apoiar as organizações sociais em meio à emergência

 

Vivemos em momentos impensáveis ​​até pouco tempo atrás. De um dia para o outro, todos nós, jovens e velhos, ricos e pobres, tivemos que ficar em casa, parar de sair para trabalhar, estudar, visitar amigos … mas sem dúvida esse isolamento não foi o mesmo para todos.

Em um mundo marcado pela desigualdade social, quem está na periferia deve enfrentar a intensificação de todos os problemas que a emergência traz consigo. E é justamente alí que os atores fundamentais, que há anos trabalham junto às comunidades, mais uma vez assumem um papel fundamental no acompanhamento, apoio e ajuda daqueles que mais precisam.

Aqui estão algumas maneiras de ajudar as organizações sociais:

1. Apoio a campanhas e iniciativas

Todas as organizações sociais estão lançando várias iniciativas para atender às suas necessidades e às das comunidades em que servem.

Compartilhemos os perfis de alguns deles.

Você pode promover e apoiar iniciativas de alguns voluntários de Milonga que, também da própria casa, geraram estratégias para ajudar aqueles que foram a sua família durante o período em que fizeram voluntariado.

2. Divulgação das necessidades

Se, neste momento, você não pode apoiar uma iniciativa, mas conhece alguma organização social, pode ajudar a compartilhar suas necessidades. Certamente entre seus contatos há alguém que pode ajudar.

Entre e conheça as organizações sociais de milONGa. Cada uma delas está trabalhando neste momento para a própria comunidade e tem muitas necessidades que você pode ajudar a difundir.

3. Acompanhamento

Dia após dia, as equipes de trabalho das organizações sociais, muitas vezes formadas pela mesma população local, enfrentam vários problemas que às vezes os superam ou os colocam fortemente em discussão. Sentir-se acompanhados e incentivados é fundamental para não parar e continuar com um passo decidido ao longo do caminho. Um telefonema ou uma mensagem, sem dúvida, faz a diferença. No meio da quarentena, você pode apoiar aqueles que estão nos lugares mais vulneráveis ​​e precisam de muita esperança.

Leia a experiência de Giacomo Doar-se volontariamente, uma escolha que continuo a renovar.

4. Capitação de recursos

Sem dúvida è um aspecto fundamental! Durante esse período as organizações sociais devem enfrentar as múltiplas necessidades decorrentes da emergência, entre as quais a fome e a falta de recursos econômicos, a necessidade de coletar bolsas de estudos para as crianças acompanhadas nos seus centros de assistência e que não poderão retomar os estudos durante a nova normalidade porque os pais perderam o emprego. Se você tiver a oportunidade de apoiar alguns deles economicamente, envolvendo amigos e vizinhos, a sua certamente será uma contribuição inestimável!

Se você quer dar uma contribuição, aqui pode encontrar os dados de algumas  organizações sociais.

Toda contribuição, grande ou pequena, é igualmente valiosa.

Juntos é mais fácil.